Muitas pessoas já ouviram falar de dengue e que ela é transmitida por um mosquito da dengue, mas só esse tipo de mosquito transmite a dengue ou qualquer pernilongo pode transmitir a doença?
Você sabia? O mosquito Aedes Aegypti não transmite apenas dengue, ele também pode transmitir zika, febre amarela, chikungunya e doenças que podem gerar outras enfermidades, como microcefalia e Guillain-Barré!

O mosquito

O Aedes aegypti (também conhecido popularmente como mosquito-da-dengue ou pernilongo-rajado) uma espécie de mosquito e proveniente da África, atualmente a espécia está distribuída por quase todo o mundo, especialmente em regiões tropicais e subtropicais, sendo dependente da concentração humana no local para se estabelecer. 
O mosquito está bem adaptado em zonas urbanas também, mais precisamente ao domicílio humano, onde consegue reproduzir-se e pôr os seus ovos em pequenas quantidades de água parada.
As fêmeas são as que picam para se reproduzir e são consideradas os vetores de doenças graves, como dengue, febre amarela, febre zica e chikungunya. 

Como se transmite a dengue?

A dengue é transmitida pela picada do mosquito Aedes aegypti. Após picar uma pessoa infectada com um dos quatro sorotipos do vírus, a fêmea pode transmitir o vírus para outras pessoas. Há registro de transmissão por transfusão sanguínea.
Não há transmissão da mulher grávida para o feto, mas a infecção por dengue pode levar a mãe a abortar ou ter um parto prematuro, além da gestante estar mais exposta para desenvolver o quadro grave da doença, que pode levar à morte. Por isso, é importante combater o mosquito transmissor da dengue, fazendo limpeza adequada e não deixando água parada em pneus, vasos de plantas, garrafas, pneus ou outros recipientes que possam servir de reprodução do mosquito Aedes Aegypti.
Em populações vulneráveis, como crianças e idosos com mais de 65 anos, o vírus da dengue pode interagir com doenças pré-existentes e levar ao quadro grave ou gerar maiores complicações nas condições clínicas de saúde da pessoa.

Quais as diferenças entre o mosquito da dengue e um pernilongo comum?

Os dois insetos pertencem a famílias diferentes. O mosquito da dengue é o já conhecido Aedes Aegypti, enquanto o pernilongo pertence à família dos Culex quinquefasciatus. Por fazerem partes de famílias diferentes de insetos, podemos identificar a olho nu a diferenças entre eles. Entre as principais diferenças entre o mosquito da dengue do pernilongo comum estão:

Cor:

 
 
O Pernilongo possui tom monocromático marrom, muito comum nos insetos, o que faz ele muitas vezes não ser identificado com facilidade. Já o Aedes Aegypti possui o corpo preto com listras brancas.

Tamanho:

 
 
O tamanho do pernilongo é entre 3 a 4 milímetros, enquanto o do mosquito da dengue pode medir entre 5 a 7 milímetros. Parece pouco, mas é praticamente o dobro do tamanho. Só de bater o olho é possível identificar a diferença entre um e outro.

Horário de alimentação:

O mosquito causador da dengue geralmente ataca próximo do horário de almoço, entre as 9h e 13h. Enquanto isso os pernilongos possuem hábitos noturnos. 

Zumbido:

O zumbido é uma forte característica dos pernilongos. Enquanto o Aedes Aegypti é um mosquito silencioso.

Marca da picada:

Enquanto o pernilongo deixa sua marca por onde ele passa como: pele irritada, coceira e vermelhidão. Já a picada do mosquito transmissor da dengue não deixa sinais, marcas, dor ou coceira. 
Além da transmissão da dengue é preciso lembrar que o Aedes Aegypti é o responsável também pela transmissão da febre chikungunya, febre amarela e o Zika Vírus!

O que se pode fazer para combater o mosquito da dengue?

A principal ação que a população tem é evitar água parada em qualquer local em que ela possa se acumular e não apenas no verão, mas em qualquer época do ano! 
O período do verão é o mais propício à proliferação do mosquito, por causa das chuvas, e consequentemente é a época de maior risco de infecção por essas doenças. No entanto, a recomendação é não descuidar o ano inteiro e manter todas as posturas possíveis em ação para prevenir focos em qualquer época do ano.
Você pode prevenir o mosquito de algumas formas, como:

  • Manter bem tampado tonéis, caixas e barris de água;
  • Lavar semanalmente com água e sabão tanques utilizados para armazenar água;
  • Manter caixas d’agua bem fechadas;
  • Remover galhos e folhas de calhas;
  • Não deixar água acumulada sobre a laje;
  • Encher pratinhos de vasos com areia ou lavá-los uma vez por semana;
  • Trocar água dos vasos e plantas aquáticas uma vez por semana;
  • Colocar lixos em sacos plásticos em lixeiras fechadas;
  • Fechar bem os sacos de lixo e não deixar ao alcance de animais;
  • Manter garrafas de vidro e latinhas de boca para baixo;
  • Manter pneus em locais cobertos;
  • Fazer sempre manutenção de piscinas e cobri-las quando estão fora de uso;
  • Tampar ralos;
  • Colocar areia nos cacos de vidro de muros ou cimento;
  • Não deixar água acumulada em folhas secas e tampinhas de garrafas;
  • Vasos sanitários externos devem ser tampados e verificados semanalmente;
  • Manter limpa a bandeja do ar condicionado;
  • Lonas para cobrir materiais de construção devem estar sempre bem esticadas para não acumular água;
  • Catar sacos plásticos e lixo do quintal.

Como é feito o tratamento da dengue?

Não existe tratamento específico para a dengue. Em caso de suspeita é fundamental procurar um profissional de saúde para o correto diagnóstico. Entre as formas de tratamento, estão

  • Fazer repouso;
  • Ingerir bastante líquido (água);
  • Não tomar medicamentos por conta própria;
  • Hidratação pode ser por via oral (ingestação de líquidos pela boca) ou por via intravenosa (com uso de soro, por exemplo);