Dor de cabeça: Conheça os seus tipos e o que significa!

A dor de cabeça é uma das queixas mais comuns quando o assunto é dor. A maioria das pessoas, em todo o mundo, experimenta este incômodo em algum momento de sua vida.

Dores de cabeça podem ser mais complicadas do que a maioria das pessoas imagina. Mas não se desespere! Diferentes tipos de dores de cabeça podem ter o seu próprio conjunto de sintomas, ocorrerem por motivos únicos e precisarem de tratamentos diferentes.

O que é a dor de cabeça?

O incômodo em destaque pode ser um sinal de estresse, de sofrimento emocional, de distúrbio médico, enxaqueca, pressão alta, ansiedade ou depressão. Na maioria dos casos, o desaparecimento do incômodo ocorre por conta própria, não sendo um sinal de algo mais sério.

Apesar de algumas dores de cabeça serem leves, em muitos casos, elas podem causar uma dor intensa que dificulta a concentração no trabalho e a realização de outras atividades diárias. Felizmente, a maioria das dores de cabeça pode ser controlada com medicação e algumas mudanças no estilo de vida.

Quais são as causas?

Os médicos, ao longo dos anos, identificaram várias causas diferentes para as dores de cabeça.

  • Causas primárias

As causas primárias são as que não estão relacionadas à outra coisa que não a própria dor. Essas dores de cabeça são o resultado de um processo subjacente no cérebro. Ou seja, a dor é o mal maior (e único).

Exemplos de dores de cabeça primárias comuns: Enxaqueca e Dores Tensionais.

  • Causas secundárias

As secundárias são as que estão – de fato – relacionadas à uma condição médica subjacente (podendo ser o sintoma de alguma doença).

Exemplos de dores de cabeça secundárias comuns: Sinusite, Problemas Dentários e Ressaca.

Quais são os tipos?

Tensional

O tipo mais comum é frequentemente descrito como se fosse uma faixa de tensão ao redor da cabeça. Ela é causada ​​por um aperto dos músculos do pescoço e do couro cabeludo. Má postura e estresse são fatores contribuintes!

Tendendo a recorrência, geralmente duram algumas horas, mas, em alguns casos, podem chegar a vários dias.

Cervicogênica

Dores de cabeça cervicogênicas ocorrem quando os discos começam a degenerar e pressionam a coluna vertebral. O resultado pode ser uma dor no pescoço significativa, bem como dores de cabeça.

Por uso excessivo de medicação

Se você toma uma quantidade significativa de analgésicos diariamente e começa a descontinuá-los ou interrompê-los completamente, uma dor de cabeça pode aparecer.

Relacionada à meningite

A meningite é uma infecção das meninges, membranas que revestem o crânio envolvendo a medula espinhal e o cérebro.

Pós-traumática

Às vezes, você pode sentir dores na cabeça após um trauma sofrido durante um evento como queda, acidente de carro ou qualquer outro choque na região da cabeça.

Sinusal

A inflamação nas cavidades sinusais – normalmente cheias de ar – no rosto podem causar pressão e dor.

Espinhal

Uma cefaleia espinhal pode ocorrer por conta de um lento vazamento do líquido cefalorraquidiano, geralmente após uma anestesia peridural, espinhal ou raquianestesia.

Cefaleia

Cefaleias são dores de cabeça não latejantes que causam dor excruciante e ardente em um lado da cabeça ou atrás do olho. Eles costumam produzir congestão nasal ou rinorreia (nariz escorrendo). Essas dores de cabeça podem durar por longos períodos de tempo, conhecidos como “períodos de cluster”. O período de cluster pode durar até seis semanas.

Enxaqueca

A enxaqueca é conhecida pelos incômodos severos que podem causar uma dor latejante, geralmente, em um lado da cabeça. Existem vários tipos diferentes de enxaquecas.

As enxaquecas crônicas são as que ocorrem 15 ou mais dias por mês. Já as enxaquecas hemiplégicas, possuem sintomas bastantes parecidos aos de um derrame.

Uma pessoa pode até experimentar enxaquecas sem a dor de cabeça, o que significa que, ela possui os sintomas da enxaqueca, como náuseas, distúrbios visuais e tontura, mas sem dor de fato.

“Trovoada”

Súbitas e intensas, acontecendo geralmente de forma muito rápida, as dores de cabeça “Trovoada” aparecem, muitas vezes, sem aviso e duram até cinco minutos.

Elas podem sinalizar um problema subjacente aos vasos sanguíneos no cérebro e, muitas vezes, requerem atenção médica imediata.

Tumor cerebral ou aneurisma cerebral

A presença de um tumor cerebral ou aneurisma cerebral (sangramento cerebral) pode levar à uma dor de cabeça. Isso ocorre porque há muito espaço no crânio e,quando o mesmo começa a ficar acumulado com sangue ou tecido extra, a compressão causa a dor.

Entretanto, tenha muita calma! A probabilidade de uma pessoa desenvolver um tumor cerebral maligno durante sua vida é inferior a 1%. Não vale a pena se desesperar… Caso você esteja muito preocupado com a sua dor de cabeça, consulte um médico para um laudo mais preciso!

Dicas

– Beba mais água!

– Descanse bastante caso esteja resfriado ou gripado;

– Relaxe! O estresse pode piorar as dores de cabeça;

– Evite beber álcool;

– Não pule refeições (mesmo que você não sinta vontade de comer nada, a alimentação é de suma importância), tomando sempre cuidado para manter o açúcar no sangue estável;

– Não durma mais do que você normalmente o faria (pode intensificar o incômodo);

– Não force os seus olhos por um longo tempo (por exemplo, olhando para um celular ou televisão);

– Evite situações estressantes e, quando possível, e desenvolva estratégias de enfrentamento saudáveis ​​para o estresse inevitável;

– Aposte em um banho quente, ele pode minimizar as dores;

– Aplique um pacote de calor ou gelo na cabeça ou no pescoço, mas evite temperaturas extremas!

– Exercite-se habitualmente, descanse o suficiente e durma regularmente, isso contribui para a saúde geral e redução do estresse e, consequentemente, das dores de cabeça.

E como tratar?

A forma mais comum de tratar uma dor de cabeça é o repouso (quando não a medicação para alívio da dor). Porém, é sempre importante seguir o conselho de um médico, pois o uso excessivo de medicação para alívio da dor pode levar às dores de cabeça secundárias.

Nathalia Guimaraes

Nathalia Guimaraes

Formada em jornalismo, amante de arte, cultura e moda, tem como objetivo trazer informações relevantes e criar o melhor conteúdo para a plataforma da Vitta!

Deixe o seu comentário