A dor na coluna é um sintoma que está entre as queixas mais comuns do dia a dia da população. Estima-se que todas as pessoas terão pelo menos um episódio de dor nas costas na vida. Esta dor pode ser leve ou intensa, rápida ou constante. Existem várias causas, fatores de risco e formas de prevenção para a dor nas costas.

​Para aliviar a dor na coluna, também conhecida como raquialgia, pode ser útil deitar de barriga para cima, com as pernas apoiadas em almofadas altas e colocar uma compressa morna na região da dor durante 20 minutos. Esta estratégia ajuda a relaxar os músculos das costas, diminuindo a tensão sobre as vértebras e seus ligamentos trazendo alívio da dor em poucos minutos.

Outras medidas que também podem ser indicadas são remédios, acupuntura e cirurgia, dependendo do estado geral de saúde do indivíduo e dos sintomas apresentados.

O que é a coluna?

A coluna constituída por um conjunto de ossos ou vértebras empilhadas umas sobre as outras não como uma pilha de cubos de brinquedo mas, arranjadas de maneira funcional. Vista de frente ela é reta, mas, se observada lateralmente ela tem a forma que lembra um “S”.

Estas vértebras ligam-se entre si através dos discos que são constituídos de material fibroso e gelatinoso e das facetas articulares que permitem a mobilidade de toda a coluna.

Esta mobilidade depende também da ação dos músculos e ligamentos  que estão presos a estas estruturas. 

Quais são os ossos que compõe a coluna?

A coluna vertebral é formada por um conjunto de ossos irregulares e impares.

  • Vértebras cervicais
  • Atlas
  • Axis
  • Vértebras torácicas ou dorsais
  • Facetas articulares e facetas costais transversas
  • Vértebras lombares
  • Vértebras sacras ou sagradas

Quais são as causas?

As principais causas são a lombalgia, também conhecida como dor na coluna lombar, a hérnia de disco e a artrose. A má postura impacta diretamente a coluna, causando desconforto e até mesmo dor. 

O estilo de vida que levamos também é um fator importante, pois sedentarismo, excesso de peso, idade, esforços físicos repetitivos influenciam a saúde e a qualidade de vida.

Fatores de risco

Qualquer pessoa pode desenvolver este tipo de incomodo, até mesmo crianças e adolescentes. Existem alguns fatores que podem colocá-lo em maior risco de desenvolver dor nas costas:

  • Idade: a dor nas costas é mais comum à medida que você envelhece, começando por volta dos 30 ou 40 anos
  • Falta de exercício: músculos fracos e não usados ??nas costas podem levar a dores nas costas
  • Excesso de peso: carregar peso demais causa estresse extra nas suas costas
  • Doenças: alguns tipos de artrite e câncer podem contribuir para a dor nas costas
  • Levantamento inadequado de objetos: usando suas costas em vez de suas pernas pode levar a dor nas costas
  • Condições psicológicas: pessoas propensas a depressão e ansiedade parecem ter um risco maior de dores nas costas
  • Fumar: isso pode impedir seu corpo de fornecer nutrientes suficientes para os discos nas costas.

De onde vem a dor na coluna?

A dor tem origem em alterações nos discos intervertebrais, nos ligamentos, músculos e nervos, e podem partir de diferentes regiões do corpo. Os problemas na região também costumam ser responsáveis por incômodos nos braços e pernas e por dores de cabeça persistentes. Além disso, ela também pode ter origem inflamatória.

Alguns casos de dores na região podem ser resultado de uma inflamação do nervo ciático, o principal nervo dos membros inferiores, que controla as articulações dos quadris, joelhos e tornozelos.

Quando procurar um especialista?

É importante saber que existem dores que podem ser mais graves e, portanto, precisam de acompanhamento médico.

Se a dor que você sente é do tipo que espalha para outras regiões do corpo, causa falta de força ou sensação de formigamento, então é melhor procurar um especialista, como um ortopedista.

Como tratar?

Compressas mornas no local afetado

As compressa de gel ou de água quente podem ser compradas nas farmácias ou preparadas em casa utilizando grãos secos como arroz ou feijão, por exemplo. A compressa morna aumenta o fluxo sanguíneo no local, relaxa as estruturas musculares, promovendo analgesia, mas deve ser usada com cuidado para não queimar a pele. Veja como fazer nesse vídeo:

Medicamentos e pomadas

Passar uma pomada no local da dor pode ser útil para combater os sintomas, boas opções podem ser encontradas na farmácia e podem ser compradas com o conselho do farmacêutico.

Os analgésicos e anti-inflamatórios como Ana Flex, Bioflex, Miosan e Ibuprofeno são indicados quando a dor é intensa e não permite o trabalho, diminuindo a qualidade de vida do paciente, mas só devem ser usados sob orientação do ortopedista porque não devem ser utilizados em excesso e porque possuem contraindicações. Os remédios para este tipo de incomodo podem ser usados durante algumas semanas e sempre com protetor gástrico para evitar lesões no estômago.

Fisioterapia

A fisioterapia com aparelhos, massagem terapêutica e exercícios é excelente para aliviar a dor e tratar os problemas de coluna porque é direcionada a sua causa. Ela deve ser realizada, preferencialmente, todos os dias mas consultas 2 ou 3 vezes por semana também podem ajudar a controlar os sintomas.

Alongamentos

A dor pode ser aliviada e tratada com exercícios que devem ser indicados pelo fisioterapeuta porque nem todos os exercícios são indicados. Veja alguns exemplos: Exercícios de alongamento para dor nas costas.

Acupuntura

As sessões de acupuntura podem ajudar a aliviar a dor nas costas, mas não deve ser usada exclusivamente. O ideal é que seja realizada 1 vez por semana, enquanto os sintomas estiverem presentes.

Como prevenir?

  • Evite carregar objetos extremamente pesados!
  • Evite ficar em pé por longos períodos de tempo. Se for necessário para o seu trabalho, tente usar um banquinho. Alterne descansando cada pé sobre ele
  • Deixe os sapatos de salto alto em casa;
  • No trabalho, especialmente se estiver usando um computador, certifique-se que sua cadeira tem as costas retas;
  • Se você dirigir uma longa distância, a cada duas horas pare, desça, se alongue e ande por três a cinco minutos antes de seguir viagem. Traga o seu lugar o mais à frente possível, para evitar flexão das suas costas;
  • Melhorar a sua postura, ter uma reeducação postural
  • Se alongue com frequência, isso ajuda a fortalecer as costas e outras partes do corpo!
  • Faça exercícios físicos com acompanhamento de profissionais, pois o ganho de peso prejudica