As dores nas pernas é um problema muito comum e que muitas pessoas experimentam durante a vida. 
Ela pode aparecer de repente ou gradualmente e causar dificuldades na mobilidade funcional regular de alguém com atividades físicas rotineiras como caminhar, correr e/ou subir escadas. A dor na perna pode ocorrer após um trauma ou lesão, e outras vezes pode ocorrer sem razão aparente.

Quais são as causas?

Existem muitas causas diferentes para as dores nas pernas, algumas óbvias e outras nem tanto. Para compreender sua dor e entender o que pode estar causando é o primeiro passo para tratar adequadamente sua condição. Dentre as causas mais comuns desta dor, pode-se incluir:

Trauma

Quando você pratica atividades físicas de contato como esportes coletivos, a tendência de ocorrer uma lesão é maior pelo motivo desta área do corpo ser bastante exposta a um choque e sofrer consequentemente uma lesão,  podendo causar dor. 
Normalmente, a causa das dores nas pernas é óbvia após o trauma, sua coxa foi ferida e agora dói. Os sintomas de um golpe na coxa podem incluir dor na parte anterior ou posterior da coxa, que é pior dependendo da atividade que se pratica. Contusões podem estar presentes e a dor geralmente é intermitente, ela vem e vai de acordo com seu nível de esforço.

Tendinite do quadríceps ou tendão

Nada mais é que o estresse excessivo da musculatura das pernas pelo número repetitivo de movimentos exercidos por essa região do corpo. Esta condição leva à inflamação nos tendões, denominada como tendinite. Os sintomas geralmente duram de quatro a seis semanas.
Os sintomas da tendinite quadrangular ou isquiotibial incluem:

  • Dor na parte da frente ou de trás da coxa, geralmente perto do joelho ou do quadril
  • Dificuldade para caminhar ou subir escadas devido à dor
  • Sensação fraca em seus músculos na frente ou atrás de sua coxa

Nervo Espinhal Apertado

As dores nas pernas pode ser causada por um nervo espinhal comprimido. Condições como hérnia de disco lombar ou artrite lombar podem apertar os nervos que saem da sua coluna vertebral e descem pela sua coxa. E com esse tipo de contração, causa dores na parte externa (posterior) ou interna (interior) da coxa.  
Além dos últimos sintomas citados anteriormente, um nervo espinhal comprimido pode causar:

  • Dormência ou formigueiro na coxa
  • Fraqueza nos músculos das coxas
  • Dificuldade em sentar ou levantar da posição sentada
  • Os nervos comprimidos normalmente causam dores que mudam dependendo da posição da sua coluna, então isso pode ser uma boa pista para o diagnóstico médico determinar que é a região lombar a grande causadora de incômodos na região das pernas.

Estenose espinal

A estenose espinhal é uma condição na qual os nervos espinhais são comprimidos pela anatomia óssea da coluna. Os sintomas de estenose incluem:

  • Dor nas coxas e pernas
  • Falta de mobilidade e movimentos pesados ​​em suas coxas
  • A dor da estenose espinhal é tipicamente sentida em ambas as pernas ao mesmo tempo. Os sintomas pioram com a marcha em pé e quase imediatamente aliviados com a postura sentada.

Coágulo de sangue

Um coágulo de sangue na parte inferior da perna ou coxa pode causar dor e incômodo na área. Isso geralmente é acompanhado por calor, inchaço e vermelhidão na coxa. 
Quando encontrado, um coágulo de sangue precisa ser diagnosticado e administrado imediatamente, e se o coágulo se desaloja de sua veia, ele pode viajar para os pulmões e se tornar uma embolia pulmonar fatal, impedindo a passagem de sangue e causando a morte progressiva da parte afetada, resultando em dor ao respirar e intensa falta de ar. 

Acidente Vascular Cerebral (AVC)

Em alguns casos, um acidente vascular cerebral (AVC) pode causar dor na perna. A área afetada geralmente é acompanhada por dormência e formigamento e um súbito aparecimento de fraqueza muscular. 
ATENÇÃO: Esta é uma emergência médica, por isso, se suspeitar que teve um AVC, dirija-se imediatamente ao departamento de emergência local!

A relação de dores nas pernas e gravidez

A dor nas pernas na gravidez é um sintoma muito comum e normal, principalmente no início da gravidez, pois há um grande aumento de produção de estrogênio e progesterona, que provocam dilatação das veias das pernas, aumentando o volume de sangue nas pernas da mulher. O crescimento do bebê no útero, assim como o aumento de peso da grávida, levam a compressão do nervo ciático e da veia cava inferior levando ao inchaço e dor nas pernas.
Para aliviar este desconforto, a mulher pode deitar de barriga para cima, com os joelhos dobrados, fazendo um exercício de alongamento da coluna e descansar com as pernas elevadas.

Como tratar?

O tratamento para este tipo de dor é baseado em um diagnóstico preciso e na causa de sua condição. Obviamente, algumas condições que causam dor na coxa são uma emergência. 
Se a sua dor é causada por um acidente vascular cerebral ou coágulo de sangue, você precisa obter atenção médica o mais rapidamente possível. 
O tratamento para um acidente vascular cerebral envolve uma equipe de profissionais médicos, já um coágulo de sangue requer cuidados anti embolismo e medicação para afinar o sangue.
Felizmente, incômodos na região das pernas, na maioria das vezes, não são causadas por um problema sinistro e pode ser gerenciada com bastante sucesso. Existem vários métodos que você pode fazer para tratar o incômodo, dependendo da causa da dor e da gravidade da sua condição.
Dependendo da causa do seu incômodo, há várias formas de tratamento, como acupuntura, massagens, fisioterapia, alongamentos e medicação.